quarta-feira, 31 de outubro de 2007

pro dia nascer feliz...

pro dia nascer feliz não é preciso muita coisa
acredito que cada um pode criar o mundo que vive
e transformá-lo numa casa de chocolates, coberta por caramelo.
as águas podem ser mel, com pedras recheadas de amora.

os problemas do mundo?
a ausência de culpados é um incômodo
já que é natural do ser humano buscar a exatidão
como se pra cada metade houvesse outra parte que a pudesse completar
mas pra mim, a filosofia da vida não faz parte da matématica

a sensibilidade desse documentário fez lavar meu rosto
permanecendo apenas as batidas permanentes do lado esquerdo do peito

e pensar que todos nós vivemos no mesmo mundo
o mesmo Sol que nasce pra mim é aquele que brilha a quilômetros de distância
o estranho é que apenas alguns conseguem enxergá-lo
é essa capacidade de ver através da tela concreta que me faz arrepiar

acreditem: há vida onde quer que se esteja...
há vida nos milhões e nos centavos
há vida com máquinas e barquinhos de papel

a vida... depende apenas da alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário