terça-feira, 26 de março de 2013

Conselheira Tutelar com orgulho!

assumo o meu gosto pelas tantas histórias espalhadas entre os muros das casas. diariamente eu escuto relatos dos dilemas que as famílias não conseguiram guardar entre quatro paredes. medio vidas, não conduzo vidas. eu mantenho a minha posição do outro lado da mesa, para permitir que o caminho seja do outro. satisfaz-me pensar que a troca de sentidos realizada no Conselho Tutelar pode transformar realidades, apesar da estrutura permanecer intacta. confesso a superficialidade da minha ação, pois as violações continuam acontecendo. mas percebo com nitidez a relevância das horas dispensadas para o diálogo e empoderamento do ser humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário