terça-feira, 16 de agosto de 2016

pra existir em vida, deve antes existir no coração

filho ou filha, antes de você existir em vida, você já existe em meu coração. acho até que a ordem das coisas é essa mesmo: primeiro o amor, depois todo o resto. confesso que por muito tempo evitei receber você. é que o mundo tem páginas ruins e eu queria poupá-lo disso. acontece que o mundo tem também outros mil capítulos maravilhosos, e são eles que justificam a minha decisão pela sua chegada. nesse mundo bom tem um vovô pra lhe mostrar cada detalhe verde guardado na natureza e cada pedacinho de céu cor de infinito, tem a vovó pra lhe dar muito aconchego e muitas gostosuras em encontros cercados de família, tem a madrinha com disposição pra fazer de cada dia o mais bonito de todos, tem o papai pra lhe ensinar desde pequeno a delícia de um caminho preenchido pela persistência, e tem eu, a mamãe, pra lhe oferecer meses, anos, décadas de poesias, pra você sempre acreditar no amanhã. tem outras tantas maravilhas, as quais não faltarão oportunidades para conhece-las, pois entre as preciosidades que quero lhe dar, uma delas é tempo para sentir cada estação sua. então, filho, continuarei a sua espera, até que meu jardim deixe desabrochar a mais linda flor.

2 comentários:

  1. sobrinho ou sobrinha, dizem que o amor é abstrato, mas eu afirmo que não. e afirmo isso porque vejo materializado o brilho do amor por você nos olhos da sua mãe, antes mesmo da sua existência. venha tranquilo (a), você será cercado de amor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada amiga, por traduzir tanto amor em palavras. amo você.

      Excluir