quinta-feira, 4 de junho de 2009

pedaço suculento de pão

não era do gosto em si que ela gostava, mas sim de mastigar as almofadas daquele pão minutos depois de sair do forno. mordia pedaços pequenos pra prolongar aquele prazer miúdo. as vezes ficava com partes dele na mão, modelando formas de nuvem. o cheiro também era um convite. vinha espalhado pelo ar, todo direcionado a ela. é preciso assumir que era mesmo um pão e tanto.

3 comentários:

  1. HAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

    ResponderExcluir
  2. realmente os prazeres vem pelas mais pequenas coisas

    ResponderExcluir
  3. pelas pequenas e suculentas... nós com certeza sabemos disso! rsrs

    ResponderExcluir