sábado, 8 de dezembro de 2012

dá medo

dá medo de pisar em terra firme. dá medo do tanto que o chão é real, e não deixa escapar nada aos olhos. dá medo de chegar amanhã e faltar o dia seguinte. dá medo dos planos que fiz para o futuro que ainda não aconteceu. dá medo de que não seja nada disso que pensei. dá medo de acordar sem o sonho guardado debaixo do travesseiro. dá muito medo de ter que abandonar a estrada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário