sexta-feira, 14 de março de 2008

debaixo da terra

estou procurando meu espaço. naquela terra funda que só as raízes das maiores árvores conhecem.
há tempos venho cavando... e como sai terra!
chego a desperdiçá-la, mas acabo juntando tudo outra vez e construindo castelos.
eles se erguem em cima daquilo que eu mesma arquitetei. são estruturas de ar, de um certo mundo inatingível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário