sábado, 1 de agosto de 2009

"liberdade é pouco, o que eu quero ainda não tem nome"

um corpo com curvas de pincel. com desejos pra noites inteiras. um corpo pra ser visto. pra se colocar na janela do mundo. um orgasmo da alma. a concha mais funda de qualquer oceano.

4 comentários: