domingo, 3 de outubro de 2010

pele a vista

as vezes ela pegava todos os fios e prendia na primeira curva, deixando exposta a pele antes protegida pela moldura. perdia-se a própria defesa, descontrolando-se na sensibilidade dos poros. o pescoço assim a vista desnudava seu corpo e convidava os olhos cegos pelo esconderijo. mostrava muito mais do que guardava, escancarava a sensualidade daquele caminho que era o mesmo de outros, tão procurados. já sabia dos tais percursos, ela apenas se abria pra eles...

Nenhum comentário:

Postar um comentário