quinta-feira, 12 de maio de 2011

noite de lua

era madrugada e ao abrir a janela do quarto Pedro achou estranho aquele pedaço de lua encostando nos seus olhos. subiu na ponta crescente que o cutucava e decidiu esperar ali até que a lua se enchesse dela mesma. viu então uma estrela fazendo convites pra chegar do lado de lá, era cadente, e carregava na velocidade a pressa dos desejos. achou melhor então continuar ali... nas quatro fases permanentes.

5 comentários:

  1. Recentemente, impulsionada pela Lu, menina no sotão, tenho apreendido a lua. Em todas as suas fases. E me enxergando tanto nelas.

    ResponderExcluir
  2. ... e o pedido deixou de ser feito, pelo medo do desejo esperado nao ser realizado.

    ResponderExcluir
  3. Cris, e mal sabia Pedro que esperar é quase como alcançar...

    ResponderExcluir
  4. Que delícia essa sintonia de comentários nao é! Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. e como é Cris... há de ser sempre assim, uma ação pra toda reação, e assim por diante...

    ResponderExcluir