terça-feira, 7 de outubro de 2008

dor nas costas

estou na segunda parte da arrecadação de fundos para o meu projeto na África. agora me encontro em Princeton (New Jersey), pedindo dinheiro nas ruas em frente à faculdade da cidade. hoje eu precisei parar. sentei no banco, naquela sombra gelada, e chorei. chorei tanto que cheguei a pensar que fossem lágrimas acumuladas. sinto que carrego o mundo nas minhas costas e ninguém pára pra me ouvir. não sei porque, mas hoje o peso me pareceu muito maior que nos outros dias...

5 comentários:

  1. Nossa Débora... eu posso te dar meus ouvidos se vc quiser.

    ResponderExcluir
  2. Debinha,
    de muito distante as mesmas lágrimas choro por vc... mas saiba, não quero lágrimas suas... sei que vc é forte...
    Olha eu te escuto sempre, sempre...
    Deus proteja vc.
    Titia.

    ResponderExcluir
  3. a vida é bem isso. a gente sempre acaba ganhando sorrisos depois das lágrimas... obrigada! eu recebo mesmo a força de vocês!

    ResponderExcluir
  4. debs
    lagrimas.lagrimas que regarao as flores que vc colhera.

    bjos
    saudades!

    ResponderExcluir
  5. é verdade. lágrimas fazem nascer mais que secar...

    ResponderExcluir