sexta-feira, 31 de outubro de 2008

pedacinhos de gelo

aquele dia amanheceu prateado. a cobertura de pedacinhos de gelo cobriu as folhas de outono. as gotas nem conseguiram chegar ao solo e congelaram. a marca das botas no chão desenharam as idas e vindas. os corpos se cobriram de panos... deixando apenas os rostos a vista. mas nem precisava de nada mais. os olhos sempre bastam. e foi bem assim... bem debaixo de todo esse tapete branco que eu vi a gente se descongelar. culpa nossa a neve ter começado a derreter... foi calor demais! pura cutícula...

2 comentários:

  1. De idas e vindas entre folhas e neve se faz esse trilhar... E assim foi, entre a implosão de quem chegou no verão e as conexões através dos floquinhos de outono. O sol que vive dentro opera curas! E eis que tudo vira cutícula!

    ResponderExcluir