sábado, 25 de abril de 2009

giros de uma barra de saia

a barra da saia se confundia com o mar cuspindo e engolindo a areia. ia e vinha desenhando picos e vales. as pernas davam tapas no vento, em uma tentativa de capturar o ritmo da música que preenchia aquela manhã de domingo. tomava ali o primeiro banho do dia, com o suor lavando o corpo. transpirava mais sal do que o oceano permitia. a roupa simulava a segunda pele, grudando no peito. não se cansava. não parava. e olha que respirava...

4 comentários:

  1. hum... respirar Clarice no mesmo instante que inspirar o mar... seria lindo isso!

    ResponderExcluir
  2. Oi Dedé!

    Tudo bom?

    Não sei que impressão te causei com meu último e-mail.
    Todos os outros você respondeu.

    Espero não ter te deixado triste ou sei lá...

    Mas estou com MUITA SAUDADE de você.
    Não consigo nem definir isso muito bem.

    Fico lendo suas palavras todos os dias, às vezes relendo...

    Nossa.

    Bom, não sei como é seu tempo aí, nem as diferenças de fuso horário, mas eu queria conversar com você no skype de novo.
    Me responde falando que dia e que horas você pode, se você quiser, claro...

    Um beijo MUITO grande!

    ResponderExcluir
  3. meu amigo, meu grande amigo,
    recebi o seu e-mail no dia mesmo que você o enviou, tal é rapidez da internet. rsrs
    acontece que não sei responder as coisas de forma tão instântanea, do jeito que o meio virtual nos possibilita. diariamente leio o email que vc me mandou. sem exageros. tenho todo o tempo do mundo pra você... não me falta tempo para as pessoas que amo. jamais faltará... eu é que fico aqui vagando entre as tantas possibilidades de perfumes...
    leio o seu email e me dá uma vontade imensa de ser mesmo tudo aquilo. você me encheu, me coloriu com suas palavras. eu bato asas toda vez que as leio.
    mas nao se coloque em um nível diferente do meu e nem pense que darei risadas de qualquer pensamento seu. para isso existe o respeito, para isso existem as trocas, para isso existe eu e existe você. a nossa conexão não se faz a partir das linhas que seguimos hoje, mas sim a partir de um sentimento com doses altas de incondicionalidade. acredite!
    tenho por você esse sentimento. bem grande. bem intenso. bem eterno.
    somos iguais. como naquela época de colégio. ainda estamos a frequentar a mesma sala de aula. só o espaço é que nos distancia. mas o mundo é o mesmo!
    aqui há sim um fuso horario... são 4h de diferença...
    estou na internet hoje. se quiser estou aqui desde já pra falar com vc. a qualquer hora, a qualquer segundo, a qualquer estação...
    amovc...

    ResponderExcluir