quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

meu sapato velho

tudo bem que o ano seja novo, mas, por favor, não me tire a história, a construção. eu não começo, eu continuo... e tudo o que é novidade traz em si muitas páginas já lidas e relidas, e estas páginas que escrevo agora quero apoia-las em alto mar, pra que percebam as idas e vindas e, para que quando houver urgência, possam encontrar um porto, quase sempre seguro. nós pés quero meus sapatos velhos, nos olhos quero o amor de sempre, mas da vida, da vida sim, eu quero todas as formas, todas as maneiras de viver.

2 comentários:

  1. novas cores, novos sabores... que seja assim cada dia do(s) novo(s) ano(s)!!!

    continuidade, mas com novos olhos =)

    beijos doces

    ResponderExcluir
  2. Maria, que seja então feito rio que não para de correr...

    ResponderExcluir