domingo, 15 de abril de 2012

ausência dele

as vezes a ausência dele me dói tanto que não consigo segurar meu coração, ele me escapa entre os dedos, e se desfaz em tantos pedaços espalhados pelo chão que demorariam vidas inteiras pra cicatrizar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário