sexta-feira, 6 de julho de 2012

fragmentos de uma manhã azul

a experiência altera as lentes. acredita-se menos. será pessimismo ou realismo? o virar das páginas muda a primeira palavra engo(lida). a prática transforma mais que a teoria. os jornais nos poluem com o seu excesso. as viagens nos aliviam. os beijos nos dão fôlego, não todos os beijos, mas os beijos dele. os encontros são também despedidas, e as despedidas também são encontros. não sei bem se existe algo que fica, não sei se existe algo que se vai. concluo então que...

Nenhum comentário:

Postar um comentário