terça-feira, 31 de julho de 2012

quero que você vá, mas quero que volte...

te dou impulso, abro a porta, imploro pra você ir embora, mas o menor sinal de partida destrói as minhas certezas. acho que não dá pra ver você seguindo sem ao menos olhar pra trás...

Nenhum comentário:

Postar um comentário