sexta-feira, 9 de maio de 2008

cheiro da grama

Hoje eu cortei a grama do jardim… eu nunca havia sentido o cheiro da grama dessa forma. Vou procurar um perfume com essa fragância.

Nós humanos não sabemos deixar a natureza ser livre. Nós a recriamos a nossa maneira. Mas as plantas não são totalmente submissas. Aqui brotaram flores em meio a grama e o amarelo trouxe pingos de vida no vasto tapete verde. Admiro essas flores que doam seu perfume sem pedir licença.

2 comentários:

  1. Vc ainda vai sentir várias outras coisas, Bova. Se prepare para uma época de descobertas simples e por isso mesmo tão importantes.

    Bjoca da Zuza

    ResponderExcluir