terça-feira, 26 de agosto de 2008

protesto

Eu entraria sem pensar naquele avião em direção às Torres Gêmeas. Faz tempo que me tranquei em minha ideologia. Sem controle remoto. Joguei meu corpo nessa correnteza pra levar meus pensamentos. Pra elevar. Eu já deixei há muito tempo de encontrar os culpados. Abandonei a comida quente na mesa, a conta com cifrões no final do mês, as almofadas entre aquelas tantas paredes. Seguir o curso sem escolher as setas. Fantástico! Protesto às linhas sem forma! Eu vou gritar... ainda que apenas você me ouça. Porque por um sorriso eu viveria todos os meus dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário