quarta-feira, 17 de março de 2010

quanto tempo dura o para sempre?

e qual seria afinal a duração de algo que era para sempre? acordou como quem já não entendia o prazo das coisas, como se já no berço toda inspiração nascesse com data de validade. percebeu que os encontros a dois já não se tratavam de amor, eles falavam da falta de cada lado. era a consequência antes da emoção. agora havia até quem conseguisse explicar as batidas que sentia. colocavam no plano da razão aquilo que já era naturalmente inexplicável. já não havia encontros de coração, estes foram substituídos pela necessidade de qualquer outro corpo que se movesse. era o fim das coisas que eram para sempre... até mesmo porquê depois que ele se foi nada poderia ser tão eterno assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário