terça-feira, 23 de março de 2010

sobre o nosso reconhecimento

o nosso caso se trata de um reconhecimento. os objetos continuam ocupando o mesmo espaço, o meu pai delicia as manhãs na mesma xícara verde, a minha amiga ainda tem os olhos cor de outono, a árvore não parou de crescer e a as rugas ainda insistem em aparecer. mas tem algo diferente... é a temperatura! não que eu nunca tivesse sentido os tais 50 graus, mas desta vez nós respiramos o mesmo ar. eu inspirei você e você inspirou a mim. eu cheguei até a acreditar no dia seguinte, o que não fazia há muito tempo. eu te dei a minha mão e você aceitou o convite para o primeiro capítulo. eu dei um título e decidi que esta seria uma história sem ponto final...

Nenhum comentário:

Postar um comentário