terça-feira, 4 de maio de 2010

de tudo, você.

da flor, as petálas. da floresta, as folhas de outono. das nuvens, as formas. dos olhos, a alma. da janela, o infinito. das grades, a invenção. do mundo, o ser humano. do corpo, o coração. das mãos, a pele. do filme, a história. da história, reflexos. do domingo, a grama. da grama, o perfume. do pai, do meu pai, a minha maior certeza. do dinheiro, o pão. do trabalho, a esperança. da esperança, a ação. da verdade, a nudez. da nudez, a impossibilidade. do sexo, unidade. do prazer, individualidade. do beijo, a troca. do presente, o elo. da imagem, a máscara. da noite, o desejo. do dia, o azul. da madrugada, a aventura. da virtualidade, o desconhecido. da presença, o mesmo desconhecido. do passado, a saudade. do futuro, o agora. da família, o molde. dos amigos, a escolha. da rua, a casa. da casa, o quarto. do outro, eu mesma. do chão, o impulso. das asas, o céu. da bicileta, o vento. do céu, a lua. das lágrimas, a enchente. do sorriso, a luz. da perda, um encontro. da morte, o que fica. da dança, a expressão. da liberdade, qualquer expressão. da vida, a rima.

de tudo, você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário