quarta-feira, 12 de novembro de 2008

a gente se basta

E se eu achar que noite é pra ficar de olhos abertos tateando o escuro?

Aquele dia passou apenas no calendário. Lembro bem que eu queria e você também, mas eu e você não tínhamos coragem de perguntar. Então a gente dançava e se beijava com os olhos. Seguíamos a sombra um do outro. Discretamente. Quando você me procurava eu logo corria com os meus olhos pra outra direção, pra você não perceber o que todos naquela festa já sabiam. Nós nunca soubemos esconder muito bem defeitos debaixo de brigas, saudades temperadas a ciúmes, mãos grudadas na pele... eu e você sempre vivemos debaixo da Lua. A gente não gostava de paredes, a não ser aquelas feitas de árvores e folhas. Já éramos do mundo, porque eu tinha você e você tinha a mim... e isso era exatamente o que a gente queria. Se trancar entre as janelas do mundo e jogar as chaves do andar mais alto pra ninguém conseguir nos encontrar.

2 comentários:

  1. Debinha, já assim de madrugada...
    Aqui é apenas 7:30 da manhã e vc está postou algo.. Vc tem madrugado... ou não está dormindo adequadamente.
    Milhões de energias positivas pra vc....
    Siga seu caminho
    Bjs
    Titia Maria

    ResponderExcluir
  2. é que nessa noite eu quis sonhar acordada...

    ResponderExcluir