quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

palavras soltas na noite...

e no meio da música eu chorei. ela chegou até mim e disse que era pra eu não procurar eternidade em todos os beijos, porque simplesmente eu não encontraria. falou da realidade assim. estourando-me em lágrimas... disse também que eu não seria uma, mas a única a sentar no mesmo degrau que os angolanos. a única a sentir e entender através deles... e foi por não querer esquecer que eu vim até aqui registrar essas palavras...

Nenhum comentário:

Postar um comentário