quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

pra mim deixe apenas os versos

olhar pra ele eu nao olho! e isto eh coisa que se faca? minhas retinas brilham demais pra falar de coisas assim. acabo sendo excesso. entao vou la no meu quarto e me entrego em forma de poesia em um pedaco de papel. pra ele eu deixo apenas esta parte, que esta escancarada, mas que so eu de fato posso saber. tem vezes que eh assim mesmo. um sentimento um pouco sem troca, individualista, egoista. pra eu poder sentir tudo sozinha sem querer saber se dele eu terei um sim ou um nao. tanto faz. dele eu so quero as rimas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário