quinta-feira, 14 de abril de 2011

disfarce

quanto maior a sua defesa, maior a sua fragilidade, quanto mais você se afasta, mais eu me aproximo. natureza é força, armas são fraquezas. com tantos escudos assim, não há proteção que lhe alcance.

5 comentários:

  1. gosto de textos curtos que nos trazem um turbihao de imagens e sensações... nunca pensei que armas são fraquezas... e nua é q é mesmo! Parabens... obrigado tbm pela visita!um beijao!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Uma amiga que faz filosofia, recentemente disse algo parecido com "nossas fraquezas são nossas fortalezas". E você diz que armas são fraquezas.
    Duas verdades.

    ResponderExcluir
  3. Será...? Será que quanto mais escudos a gente se impoe, mais desprotegidos ficamos? Acho que é o contrário...
    >____<

    Seguindo aqui. /o/

    ResponderExcluir
  4. Também acho que armas é coisa de fraco, covarde, digo a pistola que mata. Já as armas que usamos para proteger-nos, sao muralhas que levantamos, a tal racionalidade, que ajuda mais que a emocao.

    ResponderExcluir
  5. Emerson, armas nos vestem de ilusão, basta um olhar de verdade pra perceber a fragilidade de um corpo armado.

    Keila, é quando encontramos as fraquezas, muitas vezes camufladas, é que nós temos a oportunidade de encontrar a força. de fato duas verdades.

    Suzi, é que quando penso em guerra penso então em dominação, escorre por completo o sentido das coisas, esvai-se qualquer pedaço de verdade. se precisas de armas pra ser forte é porque não encontras em si mesmo a força necessária para o embate dos discursos.

    C., é isso que penso também. são tantas as muralhas que vamos construindo ao longo do tempo, tantas, tantas. a parte ruim é que nós muitas vezes não percebemos esta construção, afinal acessar nosso inconsciente é tarefa árdua.

    ResponderExcluir