sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

um dia de chuva

a cidade chora e não há lenço que limpe as lágrimas. tem gente que sente a dor e se inunda também. se deixa molhar de água que cai do céu. tão limpa e tão doce, bem diferente das que saem dos olhos meus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário