segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

ninguém saberá se eu não quiser contar

é isso! vamos fingir que nem eu nem você sabemos que os cacos estão quebrados. enquanto eu e você fingirmos o mundo fingirá junto com a gente, porque as aparências enganam sim, meu bem. então vamos mostrar somente o som, a presença, a curiosidade. a nossa morte diária vamos esconder. até mesmo porque é morte, passado, coisa de antigamente. o nosso agora, instante, segundo, é pra ser bonito, pra estar na vitrine, com os preços mais altos. não vamos contar que a costura arrebenta depois de usada, vamos mentir dizendo que é assim pra sempre. eles acreditam! pode? deixe os nossos cacos no chão. eles nem olham pra baixo...

2 comentários:

  1. porque eu sempre acho um pouco de mim dentro de suas palavras.

    ResponderExcluir
  2. é que você, lio, mora dentro de mim e seria impossível não existir você nas palavras minhas.

    ResponderExcluir