terça-feira, 15 de julho de 2008

eterna inquisição

É impiedoso andar entre espinhos. Tem horas que me convenço que apenas pais e mães podem dar flores de verdade. Ainda existe inquisição. Mudaram apenas as formas de execução. Quero ir para aquele mundo sem tribunais. Puramente relativo. Perder o pudor. Avançar o sinal vermelho sem olhar pra trás. Desatar as amarras sociais. Limpar todo o sistema que absorvi. Desligar todas as tomadas. Pra assim poder nascer na lua e morrer no sol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário