sábado, 12 de julho de 2008

leitura

- Lê a minha mão?
- Hum… Não consigo ver muitas coisas… suas linhas são curtas, elas não têm fim. Você está perdida...

...

- Eduardo, uma pessoa leu a minha mão hoje e disse assim: "Não consigo ler a sua mão, porque não há traços definidos." Ele lê a mão através dos traços que existem entre as linhas principais, mas as minhas linhas são curtas e ele não conseguiu ver muitas coisas...
- Mas isso é fácil de ler. Eu vejo... vejo suas linhas. São perdidas. Não curtas. Longas. Ser perdida... é jeito de viver. Você não traça. Apenas pega e vai...

Nenhum comentário:

Postar um comentário